Atendimento: 8:00h às 17:30h

17 4141-4101

Plantão: 17:30h às 22:00h

17 98833-0454

Suporte Remoto:

Qual motivo devo conhecer o DRE e DFC da minha ótica?

Compartilhar post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

DFC – Demonstrativo de Fluxo de Caixa

Também pode ser encontrado com o nome Demonstração do Fluxo de Caixa é um mecanismo que permite ao empresário do ramo ótico e de todos os ramos empresariais realize o controle das entradas (receitas) e das saídas (despesas) do seu dinheiro em tempo real, desse modo é possível saber se ele tem caixa ou não e se tem liquidez, apesar do seu nome a DFC não inclui apenas o fluxo de caixa, devem ser inclusos na demonstração o caixa, e também contas bancárias e aplicações de liquidez imediata.

Quando falamos de liquidez queremos dizer que é à velocidade e facilidade com a qual um ativo pode ser convertido em caixa, ou seja, dinheiro.

A elaboração da DFC deve seguir algumas regras, deve ser estruturada com base nas três atividades: operacionais, de investimentos e financiamentos. O resultado final é a soma dos resultados líquidos apurados para cada um dos três grupos de atividades. Esse resultado precisa ser composto pela diferença entre o saldo inicial e saldo final do período considerado. A forma da apresentação do DFC que abordamos no OTICOM é forma mais visual utilizada pelas melhores metodologias quanto a DFC.

Segundo William Franklin “Um dos erros mais comuns no gerenciamento das finanças de empresas consiste no planejamento com base nas vendas e não efetivamente nos recebimentos”. Especialmente no mercado e-commerce, é bastante comum as pessoas efetuarem a compra de produtos a prazo e parcelado, por exemplo. Nesse cenário, o empreendedor deve fazer o lançamento no fluxo de caixa as receitas das parcelas, mês a mês, e não o valor total da venda de uma vez só. Essa diferenciação tem o objetivo de dimensionar corretamente o capital de giro disponível na empresa.

DRE- Demonstrativo do Resultado do Exercício

É um relatório que evidencia as operações de uma empresa, dessa forma consegue-se apurar se a empresa teve lucro ou prejuízo em um determinado período, pois os lançamentos de compra e vendas são feitos independentemente dos recebimentos e pagamentos no ato em que aconteceram e no valor total. A DRE é composta por vários cálculos dentre eles podemos citar a receita de vendas, impostos e deduções, receita liquida, gasto com vendas, lucro bruto, lucro operacional, receitas de despesas não operacionais dentre outros.

Ao utilizar essas duas ferramentas em conjunto a empresa gera uma fonte poderosa de informações para o sucesso do negócio. Pois a DFC gera dados em tempo real, já o DRE oferece uma base mais solida de planejamento.

Conhecendo essas duas ferramentas de controle financeiro e utilizando elas na sua empresa são possíveis visualizar a saúde de seu negócio com maior precisão tornando mais fácil a tomada de decisões para um investimento ou retenção de custos pois ambas são indispensáveis para um planejamento bem elaborado.

No ÓTICOM na versão Gerencial estão disponibilizadas essas ferramentas para uso na sua empresa.

Para saber mais sobre o ÓTICOM, suas funcionalidades e benefícios, acesse o site, acompanhe o blog, assine nossa newsletter para receber mais novidades e aproveite para solicitar o teste gratuito, por 30 dias. É só escolher o seu plano.

 

Veja também